Ideação
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MELHOR
QUALIDADE DE VIDA.

Abraçando as diferenças em nome da leitura e da transformação

ideia | 12 Junho 2018

Samira Almeida*

*A StoryMax é uma das startups selecionadas no Demand Solutions de 2017, iniciativa do BID que reúne algumas das mentes mais criativas do mundo para escutar, inspirar, experimentar e compartilhar soluções inovadoras que estão melhorando vidas.

Ler ou ouvir histórias sempre foi importante para a transmissão da cultura, para despertar a curiosidade e levar o homem a avanços e, ainda, uma forma de refletir e transformar nosso modo de ser e viver.

Como uma das bases do aprendizado e desenvolvimento da linguagem, a leitura nos torna mais capazes de escrever e interpretar textos, de abstrair, agir criativamente, concentrar nossa atenção… ela nos torna mais aptos a aprender pela vida toda. Além disso, é uma poderosa ferramenta para desenvolver empatia, reflexão e engajamento social.

Apesar de todos esses benefícios, é notável que temos lido cada vez menos literatura e, com isso, temos também incentivado menos as crianças. Por isso a missão da StoryMax é tornar a leitura atraente e envolvente para crianças e jovens do mundo inteiro.

Nós sonhamos com um mundo em que a leitura desperta crianças e jovens para o protagonismo em suas comunidades. Publicamos livros digitais interativos em forma de apps para atrair leitores que estão crescendo na era do smartphone e que provavelmente não deixarão suas telas eletrônicas em busca de diversão, distração ou aprendizado.

Nossos apps têm narrativas universais, clássicos que falam sobre o que há de mais humano: a esperança, a fome, o amor, a ira, a ingenuidade e a diferença que nós mesmos plantamos entre nós. São acessíveis a todos os tipos de leitores – ilustradas, com animações, interatividades e efeitos de som – e completas com informações sobre o autor, a obra e sua temática principal, além de atividades de reflexão, prática ou experimento e ação social. 

Com essa abordagem, além de momentos de imersão, entretenimento e aprendizado nas histórias, nós temos conseguido um impacto importante: já alcançamos mais de 100.000 leitores em 67 países e a diversidade do nosso público leitor é um ponto bastante relevante. Temos leitores em todos os estados do Brasil e no Distrito Federal e isso significa, por exemplo, que oferecemos leitura de qualidade para as duas pontas do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), quer ver?!

Transformar o mundo com a leitura

Murici, 50 km distante de Alagoas é o número 5.416 no IDH dentre as 5.570 cidades brasileiras. São Caetano do Sul, há 18 km de São Paulo, é dona da posição número 1.

Dentre elas, as diferenças são brutais: em Murici, 43% dos moradores estão abaixo da linha da pobreza e apenas 10% da população tem emprego formal. Em São Caetano, com média salarial maior que o dobro da cidade alagoana, quase 80% da população é ocupada formalmente. Em termos de educação, quase metade dos alunos do Ensino Fundamental seguem para o Médio em São Caetano e apenas 1/5 dos alunos seguem estudando depois de concluir o Ensino Fundamental em Murici.

Apesar de tantas diferenças, nas duas cidades há leitores de app books da StoryMax. E um dado surpreendente é que o tempo médio de leitura em Murici é cinco vezes maior do que em São Caetano. As justificativas podem ser diversas – provavelmente a oferta de livros numa pequena cidade de Alagoas não é tão grande quanto no ABC paulistano; certamente os livros que chegam lá não são atraentes como um livro audiovisual interativo que eles possam ler num aparelho digital (deles ou da família), e ainda a temática da fome ou da diferença social será mais relevante para quem conhece essa realidade… refletir ajuda a encontrar um pouco de alívio e possíveis soluções. De fato, algumas ações são indicadas nos nossos apps e nós já temos documentado o engajamento de leitores nas ações comunitárias que sugerimos.

Mas não pensem que Murici é um exemplo isolado: uma coleção da StoryMax que fala sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e é distribuída gratuitamente em três línguas com apoio de empresas tem conquistado igualmente leitores nas grandes capitais, como São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Belo Horizonte (BH) – todos com seus aparelhos mobile em mãos – e leitores dedicados em Apodi (RN), Marabá (PA), Belford Roxo (RJ), Codó (MA), etc.

Fora do Brasil essa diversidade também desenha a construção de um mundo mais igual. Alcançamos cidades nos Estados Unidos na mesma medida que à vizinha Venezuela. Igualamos o acesso à leitura de qualidade para crianças e jovens que moram em Luanda (AGO), Mumbai (IND), Vsevolozhsk (RUS), Tel Aviv (ISR), Montain View (EUA), Buzarco (ARG), Madri (ESP), Celaya (MEX), Evora (PT) ou Taiwan (CHN)! A todos eles oferecemos literatura de qualidade, atraente e envolvente, com temática que ajuda a construir cidadania global e sentimento de co-responsabilidade. Essa história de transformação foi a que escolhemos escrever com a StoryMax. Vem escrever os próximos capítulos com a gente!

 

*Samira Almeida é editora e educadora, fundadora e CEO da StoryMax. Sempre achou que a leitura era um ponto de partida para mobilizar as pessoas e transformar o mundo. Agora ela tem certeza. @Iamsamiralmeida

Deixar um comentário