Ideação
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MELHOR
QUALIDADE DE VIDA.

Dia Mundial dos Banheiros: Para onde vão nossas fezes?

ideia | 17 Novembro 2017

Toilet Board Coalition (TBC)*

Novembro é um mês especial no mundo dos resíduos. A cada novembro, atores internacionais se reúnem para destacar um dos maiores desafios: enfrentar a crise mundial de saneamento.

Uma coisa que nos une é quando a natureza chama. Mas dependendo de onde vivemos, nem sempre podemos fazer nossas necessidades de maneira segura e responsável.

Alguma vez você parou para pensar no que acontece com seus excrementos uma vez que os libera no banheiro?

Para milhões de pessoas, não existe vaso sanitário ou serviço de saneamento que elimine o resíduo, o que leva a que os excrementos acabem ficando ao ar livre onde são transportados por moscas, provocando enfermidades humanas. Incluído lugares que contam com determinada infraestrutura de saneamento, os canos podem se romper ou essa água pode ser despejada no meio ambiente, contaminando terras com cultivos ou fontes hídricas.

Segundo o Programa Conjunto de Monitoramento da OMS e UNICEF (2017), 85,72% das pessoas na região da ALC atualmente possuem acesso ao saneamento, mas nem todos os resíduos são manejados da maneira segura.

Lidar adequadamente com nossos excrementos não apenas tem a ver com evitar perigos, mas também tem a ver com aproveitar uma oportunidade. As fezes adequadamente tratadas e reutilizadas possuem um grande potencial como fonte acessível e sustentável de energia, nutrientes e água. Os sistemas de saneamento também geram postos de trabalho e oportunidades de investimentos.

Nosso mundo de águas residuais se encontra repleto de ações e oportunidades comerciais e de inovação, nos lugares em que ninguém as buscava, virtualmente sem explorar e com o potencial de obter impactos positivos significativos para a sociedade.

Na Toilet Board Coalition, isso é o que chamamos de A ECONOMIA DO SANEAMENTO.

Desde nossa perspectiva, o potencial é imenso. Na economia do saneamento, uma tormenta perfeita de inovações de águas residuais reinventadas, fluxos de recursos renováveis e biológicos e dados e informação se unem para criar ondas de novos e valiosos produtos, serviços e recursos em torno da sua água residual.

A economia do saneamento circular: os recursos de nossas águas residuais podem oferecer soluções para a alimentação, agricultura, água, energia e saúde.

Observando por meio de uma lente da economia circular, os sistemas de saneamento e nossos banheiros retornam a uma importante fonte de valiosos recursos. Mas, se o que entra nos nossos banheiros é considerado valioso, os interessados em extrair esse valor investirão para assegurar que o recurso seja gerenciado corretamente, trazendo benefícios importantes para a sociedade.

Atualmente 7,6 milhões de pessoas no mundo produzem Recursos de Resíduos (também chamados “excrementos humanos”) cada dia, em um volume de 3,8 bilhões de litros do recurso (baseados em 500 L de excrementos anuais por pessoa), aumenta seguindo ao crescimento populacional. Ao ser extraídos, estes recursos biológicos revelam casos de uso muito interessantes.

Empreendedores e empresários começaram a capitalizar estes recursos, criando valiosos produtos como fertilizantes orgânicos ricos em nutrientes, eletricidade, biocombustível, água e proteínas, que previamente, e até hoje, em muitos casos, são evacuados pelo banheiro. Nossa pesquisa revelou uma crescente demanda por esses recursos inovadores renováveis e produtos orgânicos ou biológicos, desde processos de fabricação e municipalidades, passando por comida, fibras, agricultura e ração para animais, até bens de consumo e saúde.

IINSTAGRAM-PORT.png

Para 2030, os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) apontam que toda população mundial possui acesso a saneamento, a reduzir metade da proporção de águas residuais não tratadas e a aumentar sua reciclagem e reutilização segura. Neste Dia Mundial dos Banheiros, as Nações Unidas nos convidam a responder a seguinte pergunta:

Para onde vão as fezes?

Para alcançar o ODS-6, necessitamos levar as fezes de todo o mundo em uma viagem de 4 passos. A continuação veremos como uma empreendedora, a Dra. Sasha Kramer, desenvolveu sua empresa SOIL para se ocupar de cada um dos quatro passos nas comunidades no Haiti.

Depósito: as fezes devem ser depositadas em um vaso sanitário higiênico e serem armazenadas em um container hermético ou fossas isoladas do contato humano. Os banheiros SOIL oferecem acesso a um saneamento seguro e digno. SOIL está trabalhando em transformar as condições do Haiti com projetos de curto prazo que se ocupam de necessidades críticas, como de uma estratégia de grande alcance para expandir o acesso a saneamento através de modelos de negócios sociais.

Transporte: os serviços de tubulação ou o esvaziamento dos vasos sanitários deve transportar as fezes para a fase de tratamento. A SOIL recolhe resíduos e o move para um dos seus locais de tratamento de resíduos.

Tratamento: as fezes devem ser processadas em águas residuais tratadas e produtos para residuais que podem ser devolvidos com segurança ao meio ambient

e. A SOIL trata os resíduos através de um processo cuidadoso testado em laboratório, transformando-o em composto. Desde a criação de sua primeira estação de tratamento de resíduos no Haiti em 2009, a SOIL tornou-se uma das maiores operações de tratamento de excrementos no país, tratando milhares de litros de resíduos por mês.

Eliminação ou Reutilização: os excrementos adequadamente tratados podem ser utilizados para geração elétrica ou como fertilizantes na produção de alimentos. SOIL produz uma crescente quantidade de Konpòs Lakay, o composto ECOSAN da SOIL, cada ano. Este composto é utilizado para reconstruir o potencial produtivo dos solos no Haiti.

Sobre a Toilet Board Coalition ou TBC: a TBC é uma plataforma de negócios que facilita a participação do setor privado, conecta empresas grandes e pequenas garantindo a colaboração entre os setores privado, público e sem fins lucrativos com um objetivo comum de acelerar o negócio do saneamento para todos.

Fundada em 2014, a Toilet Board Coalition foi criada por companhias líderes no setor para oferecer uma visão e enfoque corporativos e propor novas soluções a crise mundial de saneamento. Nosso objetivo é acelerar e crescer o processo, trabalhando em conjunto, para alcançar o acesso universal ao saneamento antes de 2030.

Conheça mais sobre outros empreendedores inspiradores e a Economia do Saneamento acessando: www.toiletboard.org

Deixar um comentário