POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MELHOR
QUALIDADE DE VIDA.

Criando mais espaço para as bicicletas em nossas ruas

ideia | 31 Outubro 2013

ciclovias

Guga Machado*

A primeira faixa de lazer para o uso de bicicletas aos domingos em São Paulo foi criada em 2009. Hoje, esses espaços para recreação já cobrem mais de 120 km e são utilizados por uma média de 120 mil ciclistas a cada domingo.

A popularização das ciclofaixas foi acompanhada por reações mistas. Apesar dos benefícios para a cidade e a população, surgiram reclamações por conta do aumento dos congestionamentos causados pela perda de espaço para os automóveis.

Um dos melhores exemplos dessa controvérsia foi  matéria da Folha  sobre o aumento da irritabilidade dos motoristas justamente por causa do fechamento das faixas destinadas às ciclovias de lazer.

Em resposta, os ciclistas decidiram reunir argumentos, que compartilho abaixo com vocês, para demonstrar a importância desses espaços para recreação.

Ciclofaixas de lazer:

1)   São uma iniciativa mais democrática de lazer;

Mais de um milhão de pessoas já utilizaram as ciclofaixas desde que elas foram criadas. Trata-se de uma das atividades recreativas mais igualitárias durante os finais de semana.

2)    Inserem a bicicleta no espaço urbano;

Durante a semana, as bicicletas ficam “escondidas” nos congestionamentos. Aos domingos e feriados, porém, tornam-se visíveis. Além disso, trata-se de uma excelente maneira de educar os motoristas no que diz respeito ao ciclismo urbano. Quando eles pedalam com suas famílias nos finais de semana, começam a entender melhor como se sente um ciclista.

3)    São uma porta de entrada para a criação de ciclistas no dia a dia;

Nos últimos três anos, milhares de pessoas passaram a pedalar para ir ao trabalho graças à experiência das ciclofaixas aos domingos. O lazer do fim de semana aumenta a confiança daqueles que nunca usaram bicicletas no espaço urbano.

 4)    Motiva a pratica de exercícios e a criação de mercados de rua;

As cidades costumam ser carentes em espaços para recreação e atividades esportivas. As ciclofaixas não só contribuem para o desenvolvimento de uma vida mais saudável, como também aumentam dramaticamente o consumo em estabelecimentos de rua, como bares e restaurantes.

 5)    São o caminho para uma cidade melhor, não o objetivo final.

Alguns ciclistas criticaram o esforço dedicado à criação das ciclofaixas de lazer por entenderem que elas tiram o foco da construção de uma estrutura permanente para as bicicletas. Mas aqui no Eu Vou de Bike acreditamos que as faixas para uso recreativo são sim importantes porque promovem uma mudança de mentalidade.

Cidades, em geral, precisam das mais variadas formas de transporte urbano. É passada a hora de utilizarmos nossas ruas, estradas e avenidas de maneira mais harmoniosa. Só assim criaremos uma cidade onde se possa viver e conviver melhor.

* Guga Machado é entusiasta das bicicletas e um dos criadores do Eu Vou de Bike

2 comentários

Deixar um comentário