Ideação
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MELHOR
QUALIDADE DE VIDA.

BID UrbanLab Brasil: participação, inovação e oportunidade

ideia | 28 Junho 2018

André Cobbe*

A América Latina é a segunda região mais urbanizada do planeta com oito em cada 10 pessoas vivendo em cidades. Entre 1950 e 2014, a população urbana aumentou de 50% para 80% e, em 2050, pode chegar a 86%. Com esse rápido crescimento, as cidades da região enfrentam grandes desafios e a revitalização dos centros históricos é um deles.

A maioria dos centros históricos na região evidencia uma baixa qualidade de vida dos residentes, alto nível de informalidade no mercado de trabalho, ocupação de ambulantes no espaço público, níveis elevados de violência. Essas questões ameaçam o patrimônio cultural tangível e intangível, além de colocarem em risco a sustentabilidade dessas áreas e das cidades como um todo.

Pensando em promover um espaço participativo para ajudar a resolver os desafios do urbanismo, lançamos o concurso universitário BID UrbanLab com o intuito de mostrar novos caminhos para o desenvolvimento das cidades, bem como apresentar ao mercado de trabalho os jovens que se interessam em atuar nesta área.

A cidade de Natal – capital do Estado do Rio Grande do Norte – foi a primeira cidade brasileira a receber o concurso, que iniciou em 2017 e agora neste mês de junho chega à sua fase final, a Fase de Validação. No BID UrbanLab Natal participaram apenas universidades brasileiras, cada equipe que participou precisou desenvolver um projeto urbanístico, social e patrimonial de caráter integral, multissetorial, inovador e sustentável, para um polígono de intervenção no histórico bairro da Ribeira. A prefeitura de Natal, a CAIXA e o Ministério as Cidades foram apoiadores da iniciativa.

Equipes multidisciplinares de todo o Brasil prepararam seus projetos com material escrito e gráfico para destacar o caráter inovador de suas propostas. Foram recebidos 40 projetos, de 31 universidades e de 16 cidades brasileiras. Confira aqui.

A equipe vencedora do UrbanLab Brasil foi da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) que apresentou a proposta “Olhos da Ribeira”, com a orientação da professora Dra. Ruth Ataíde, catedrática da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRN e elaboração dos alunos universitários Marcela Lorena Scheer, Dmetryus Targino de Souza, Nicholas Saraiva Martino e Mariah Oliveira Holder da Silva.

Para ser laureada, a equipe vitoriosa teve que superar a fase de candidatura e apresentação das propostas, além de qualificar-se frente a um júri internacional de especialistas, entre as três melhores propostas para então ser premiada – a premiação foi realizada na sede do BID em Washington, D.C.

Agora em junho, nesta última fase, os vencedores do concurso têm a oportunidade de aprimorarem a sua proposição, trabalhando conjuntamente com a prefeitura e agentes locais: sociedade civil, entidades governamentais de diversas esferas, representantes da cadeia produtiva e da comunidade acadêmica.

Nesta última etapa, a equipe foi orientada a aprimorar um trecho de sua proposta, de modo que a área, objeto do concurso foi dividida em três partes. A cada uma foi destinado um horizonte de implementação distinto de curto, médio e longo prazo e a área potencialmente mais adequada para as ações de curto prazo foi selecionada para o aprimoramento dentro de um escopo de master plan que será disponibilizado para a prefeitura quando concluído.

A fase de implementação contou ainda com dois momentos. O primeiro, estritamente técnico, reuniu a equipe vencedora e técnicos da prefeitura de Natal e do BID. O segundo momento

aconteceu por meio do evento Ribeira em Foco, ocasião em foi apresentada a proposta vencedora e foi aberto um fórum sobre o tema do concurso para colher a contribuição da sociedade. Participaram do encontro a comunidade potiguar com interesse na recuperação da Ribeira, representantes do BID, CAIXA, Ministério das Cidades, Prefeitura e a equipe vencedora para conjuntamente celebrarem o resultado do concurso.

O evento completou o ciclo BID UrbanLab Brasil 1ª edição, que teve largada em 2017 cumprindo uma jornada de seis meses de preparação e outros sete meses de execução para culminar em uma proposta acadêmica consistente e de alto nível conceitual com potencial de efetivação que ficará como legado para o bairro da Ribeira.

O concurso BID UrbanLab agora é BID Cities Lab e já está com inscrições abertas para estudantes universitários e jovens profissionais de toda a América Latina. Procuramos um projeto urbano integrado, uma proposta de programa para novos usos e modelo de gestão sustentável, a partir de uma abordagem participativa e inovadora para o edifício patrimonial do antigo Asilo “Hermanitas de los Pobres”, em Santiago do Chile. Saiba mais sobre a chamada, clique aqui!

A todos os estudantes, jovens profissionais e docentes supervisores do Brasil queremos agradecer o esforço. Queremos continuar esse diálogo sobre os paradigmas do desenvolvimento urbano oferecendo possibilidades para melhorarmos juntos lugares e vidas.

 

*André Cobbe é arquiteto e urbanista especializado em Gestão Tecnológica e de Negócios (geten), pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – RJ (2002). Quando de sua formatura no ano de 1991, ingressou como arquiteto júnior na equipe do urbanista Paulo Zimbres, para iniciar sua carreira em urbanismo com o desenvolvimento do bairro de Águas Claras (DF). A partir de então atua com desenho, planejamento e projetos urbanísticos. Integra o quadro de consultores do BID desde 2016.

1 comentário

Deixar um comentário