POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MELHOR
QUALIDADE DE VIDA.

Games também ensinam

ideia | 15 Setembro 2016

games_educacao_FazGames_demand solutions_foto agencia brasil

Foto: Agência Brasil

Carla Zeltzer*

A FazGame está entre as dozes startups mais inovadoras em indústrias criativas da América Latina e Caribe e foi selecionada para participar do Construir Soluções 2016, do BID

Imagine um ambiente educacional onde os alunos, ao invés de ouvirem passivamente aulas expositivas, possam pesquisar sobre um tema, pensar nos desafios abordados por este assunto, e elaborar um game narrativo que ajude a solucionar um desses desafios? Você acredita que os estudantes se sentirão motivados por essa nova forma de aprendizado?

É nesse contexto que o FazGame surge para ajudar a colocar a teoria na prática com uma ferramenta de fácil uso, para criação de games narrativos por professores e alunos, sem necessidade de programação. Para extrair o melhor das intervenções, adotamos uma metodologia de mensuração e avaliação do desenvolvimento das seguintes competências do Século XXI dos alunos – planejamento, criatividade, colaboração, persistência, raciocínio lógico e resolução de problemas.

Uma parcela significativa dos projetos é realizada com alunos de escolas públicas. Em um mundo em constante mudança e tão competitivo, o melhor que a educação pode oferecer para alunos provenientes de condições sociais muito desfavoráveis, é muni-los de competências para que eles possam lutar pelos seus sonhos e acreditar que, apesar da sua origem e situação atual, é possível aproveitarem as oportunidades, terem sucesso e prosperarem.

No projeto que fizemos com a Secretaria Municipal do Rio de Janeiro, por exemplo, com foco em 12 mil alunos residentes em áreas de risco da cidade – onde a maior parte deles não tem outro acesso a computadores e internet, senão na escola – pudemos constatar que a criação de games propicia o sentimento de “EU POSSO” nos alunos – que pode ser visto no vídeo:

O game vencedor desta competição retrata o potencial de criatividade instalado nas salas de aula.

Dentre os vários resultados mensuráveis, este indicador imensurável traz consigo o potencial de transformação da sociedade. É essa experiência, sentimento, aprendizado e desenvolvimento de competências que estamos buscando espalhar com nossa metodologia.

 

*Carla Zeltzer é mestre em Administração de Empresas pela PUC-RJ e bacharel em informática pela UFRJ, com formação em Empreendedorismo pela Syracuse University. Em 2013, fundou a TecZelt com a missão de criar tecnologias educacionais para que “todo jovem possa ter uma educação de qualidade, que conceda igualdade no acesso às oportunidades”. Siga @Carla_Zeltzer no Twitter

Deixar um comentário